Regras para a criação de comunidades e coleções

Alguns conceitos relativos ao dspace

Item: um conteúdo qualquer do acervo. Pode ser um vídeo, tutorial, revista. monografia, livro, apresentação, etc… Coleção: um grupo de itens. Comunidade: um grupo de coleções e/ou comunidades (de forma recursiva). A árvore será criada na comunidade Acervos de acordo com a seguinte estrutura hierárquica inicial: Campus/Centro ou Unidade. Por exemplo:

  • Acervos
    • Campus Florianópolis
      • CTC (Centro)
      • CED
      • CFH
      • Reitoria (unidade)
      • Setic
      • Biblioteca Universitária
    • Campus Araranguá
    • Campus Blumenau
    • Campus Curitibanos
    • Campus Joinville

Regras para criação e controle

  1. A Biblioteca Universitária é a instância responsável por administrar e definir a estrutura do Repositório Institucional, que é constituído de comunidades,  subcomunídades e coleções de itens (documentos). Portaria Normativa n° 195/2019/GR, de 09 de maio de 2019
  2. Abaixo do nível “Centro ou Unidade” dentro dos Campus, poderão ser criadas comunidades específicas, no qual a autoridade para criação será delegada para um responsável  (administrador) e o mesmo criará as comunidades  e/ou coleções necessárias para a inclusão dos documentos.
  3. A publicação de conteúdo é restrita a servidores (técnicos/administrativos e docentes) e alunos. A criação de novas coleções e comunidades pode ser requisitada apenas por servidores, que por sua vez podem autorizar outros usuário (incluindo alunos) a interagir, alterar e publicar conteúdo nas mesmas.
  4. Coleções serão criadas apenas dentro de subcomunidades de “Centros ou Unidades” .  Nunca haverá uma coleção dentro dos níveis principais (Acervo, Campus ou Centros).
  5. O administrador de cada comunidade/coleção será responsável por aprovar ou rejeitar as submissões de itens, feitas por qualquer pessoa da comunidade universitária. O conteúdo dos itens são de responsabilidade do administrador da comunidade/coleção. Por isso, é necessário conhecer todos os detalhes do conteúdo enviado, inclusive em relação aos direitos autorais envolvidos. Para disponibilizar conteúdo cujo direito autoral não detenha solicite o preenchimento de termo aos responsáveis.
  6. Lembre-se que o Repositório tem o objetivo de dar acesso a informação e não somente armazená-la. Assim, identifique os autores, descreva o conteúdo, atribua palavras-chave. Procure tornar o seu item simples de ser encontrado.
  7. Para criar uma comunidade dentro da árvore do repositório, deve-se abrir um atendimento em Portal de Atendimento da BU (serviço: Repositório UFSC)
  8. A inclusão de novas comunidades e a definição de seu nível hierárquico dentro do Repositório estão sujeitas a parecer favorável da Biblioteca Universitária.
  9. Não serão mais autorizados servidores dentro dos altos níveis do repositório (campus, centros e/ou unidades), somente serão autorizados em comunidades e coleções específicas.
  10. Questões referentes aos  Trabalhos de Conclusão de Curso da graduação e especialização seguem os seguintes procedimentos, conforme link

 

O que pode ser incluído no repositório?

  • Conteúdo científico ( Artigos; Revistas; Jornais; Monografias/Teses/Dissertações; Livros; Vídeos; Fotos; Dados de laboratórios; Softwares produzidos na UFSC);
  • Conteúdos públicos da universidade que tenham preferencialmente um cunho histórico (memória):  tais como: Editais; Resoluções; Gravações/Fotos de eventos; Publicações; Atas, etc.

O que NÃO pode ser incluído no repositório?

  • Backups;
  • Fotos/vídeos pessoais;
  • Qualquer item com proteção de direitos autorais;
  • Qualquer coisa que não tenha contexto com a UFSC;
  • Informações sem utilidade pública;
  • conteúdos efêmeros.